Pular para o conteúdo principal

Blog

Pump Person of the Week – Silvino Geremia

A Empowering Pumps & Equipment convidou a comunidade #PumpTalk para nomear um profissional da indústria que contribuiu significamente em inovações no segmento. Segundo as palavras da publicação, nosso Presidente do Conselho merece destaque por ser um inovador, detentor de patente e empreendedor que iniciou sua carreira na indústria de bombas há 50 anos. Parabéns Silvino Geremia!

 

1. Como você começou a trabalhar na indústria de bombas?

Minha carreira profissional sempre foi na indústria de bombas. Minha trajetória iniciou há 50 anos atrás como funcionário de uma fábrica de bombas na cidade de Bento Gonçalves, interior do Rio Grande do Sul, Brasil. Após esta minha primeira experiência eu mudei de cidade e ocupei o cargo de coordenador em uma outra empresa do segmento. Nestas duas experiências tive a certeza de que era este o caminho que eu queria trilhar, por isto decidi empreender e criar minha própria empresa de bombas. O início foi difícil pois eu tinha um capital inicial de $10.000 e, embora tivesse conhecimento técnico, faltava a experiência comercial. Mas como tudo na vida, você tem que persistir e não desistir do seu objetivo. Com muito trabalho e foco aonde eu queria chegar, a Bombas Geremia (nome dado a empresa) fabricava bombas submersas para poços artesianos de água, mas não existia nenhum fornecedor de motores submersos no Brasil. Para sanar este problema decidi que tínhamos que desenvolver os motores submersos, pois na época eu estudava eletromecânica e consegui aplicar o conhecimento adquirido neste projeto de motor. A empresa cresceu e evoluiu também para a fabricação de bombas helicoidais de cavidades progressivas (cavit pumps), sendo pioneira neste tipo de bombas na América do Sul. Com as cavit pumps era possível bombear petróleo de alta viscosidade (de 8 a 15º API) e por isto meu primeiro cliente neste tipo de bombas foi a Petrobras (maior empresa de petróleo do Brasil). O sucesso deste projeto foi fantástico, e quando o produto ficou consolidado no Brasil eu comecei a exportar para Estados Unidos, Canadá, Venezuela, Peru newcialisonline.net e Trindad Tobago. Com isto tive contato com as maiores empresas de petróleo do mundo, como a National Oilwell e Baker Hughes (a qual ambos foram distribuidores destes produtos). Devido ao resultado da empresa e qualidade dos produtos, a empresa foi adquirida pelo grupo americano EVI, que mais tarde se transformou em Weatherford.

Após três anos fundei a HIGRA junto com meus dois filhos: Alexsandro Geremia e Lisiane Geremia. Iniciamos com um projeto inovador: uma bomba que nomeamos de anfíbia, para o bombeamento de água bruta, muito utilizada em captações e barragens de rios, principalmente para o setor de mineração e saneamento. As diversas aplicações do produto da HIGRA um sucesso a nível internacional, mas nosso pioneirismo era também na gestão Chefe-Zero, a qual não existe hierarquia formal de comando e que permanece até hoje, 18 anos depois.

 

Silvino Geremia com a bomba anfíbia de média tensão

 

2. De qual parte do seu trabalho você gosta mais? Do que você mais se orgulha?

Gosto de trabalhar nas áreas de Engenharia de Produto e de Qualidade, orientando o desenvolvimento de produtos inovadores aos quais os melhores produtos da concorrência não possuem.

Me orgulho de ser um self made man, empreender em um País com poucos incentivos e conquistar o mercado internacional, extremamente fechado e de alta tecnologia. Não posso deixar de mencionar ainda meu orgulho em criar um plano educacional a qual pagava os custos de faculdade, graduação e MBA dos profissionais da empresa, criando assim uma equipe de engenharia de excelência técnica e que o nosso mercado competitivo exige.

 

3. Que conselho você daria para alguém novo na indústria?

Por ser um mercado competitivo e dominado por grandes grupos que detém tecnologias avançadas, meu conselho é buscar nichos específicos não cobertos por outros players. Além disso é preciso ter muito respeito por quem atua no segmento e criar algo inovador ao invés de apresentar melhorias dos produtos da concorrência.

 

4. Você pode nos contar sobre um projeto legal em que você trabalhou?

Depois de coordenar o projeto de de bombas anfíbias e tornar a HIGRA referência nas áreas de redução do consumo de energia e alta eficiência de bombeamento, atualmente estamos desenvolvendo turbo geradores anfíbios. Este produto é uma opção de geração de energia limpa através de potenciais hidráulicos disponíveis em barragens, vertedouros, quedas de água e outras fontes de energia hídrica acumulada.  Consiste em um gerador submerso tipo molhado com aplicações possíveis tanto dentro da água quanto fora da água e visa atender principalmente as companhias de saneamento na parte de recuperação da energia nas válvulas redutoras de pressão.

 

5. Quais são as 5 principais perguntas feitas por seus clientes? Como você responde a eles?

1. Como uma bomba pode operar dentro e fora da água?

Este é um trabalho desenvolvido devido a minha experiência de mais de 50 anos na área de bombas submersas ao qual tenho muito orgulho.

 

2. Como tive a ideia de criar as bombas anfíbias?

O que me motivou foi a vontade de resolver problemas do segmento. Pensei em um produto de fácil instalação, sem a necessidade de obras civis e que se adaptasse facilmente em várias aplicações que precisas de bombeamento.

 

3. Como é a manutenção das bombas? É necessário equipe especializada?

As bombas anfíbias foram projetadas para serem simples, para que qualquer mecânico com treinamento seja capaz de fazer a manutenção necessária e com um custo baixo.

 

4. Quais mercados a HIGRA atua?

Atuamos nas áreas de captaçāo de água, irrigação, saneamento básico, usinas, mineração, indústria, geração de fontes de energia renováveis e eficiência hidroenergética.

 

5. Como a HIGRA pode auxiliar minha empresa?

Para responder a esta pergunta eu faço um levantamento do cenário do cliente e apresento testes hidro energéticos de produtos adaptados à realidade dele, oferecendo uma análise completa de resultados e pay back.